terça-feira, 22 de dezembro de 2015

ASPECTO DA GLOBALIZAÇÃO NO BRASIL.



Uma maravilha que veio como um vento. A cada dia que se passa, se
percebe mais moradores de ruas no Brasil. Não se perde tempo fazendo índice de
quantos moradores vão parar na rua a todo instante. Depois que o Brasil passou
a ser Globalizado muito tipo de postos de empregos quase foram extintos. Um
deles é o cargo de serviços gerais, o qual uma grande maioria das pessoas que
hoje moradores de rua tinham na época como profissão. A Globalização depois até
seu mentor o qual se assim podemos dizer o então na época o Ex Presidente
Fernando Henrique Cardoso, isso após um bom mandado o qual depois de se apartar
do PMDB, que se formaram o PSDB. O PSDB, o qual que seria pai do Real o então
PMDB, por motivo assim do comando das diretas que se deu ao Brasil o retorno à
República. Uma coisa é certa que: o mesmo Plano Real que pós assim como o pai
do Real Fernando Henrique Cardoso, esse mesmo o reprovou no mandato de seu
segundo plano, quando muitos que votaram em seu segundo, eram contra o mesmo
quando no primeiro. Esses sofreram grande decepção quando o que deu sentido a
eles se encorajarem a favor do mesmo em se confiar que ali o Brasil tinha dado
um grande salto para o futuro. Más agora o Brasil em seu segundo mandato, quase
no vermelho, esse é desaprovado e com um índice muito alto, o qual era difícil
alguém assumir a presidência, ou seja, o Brasil parecia não ter mais jeito.
Parecia que estávamos no fim do poço. Surge assim a cobaia, o PT, esse como um
tapa buraco, começa a se desenvolver e de tal forma que invejável, mas esses
desenvolvimento se dava até então aos desprivilegiados até então pela
Globalização. O programa bolsa família que muitos criticam é criado então como
um lastro, além de muitos outros planos. Um lastro que em um rodízio de
capital, move o comércio de tal forma que surpreendentemente mesmo com todas as
críticas leva o dinheiro que estava parado nos cofres públicos começa sim a
girar o mercado interno, que aparentemente um grande desafio ao PT, além de uma
grande proposta, que os filhos de quem receber o benefício não pudessem ter a
escola dos filhos em segundo plano. Percebemos que o mesmo setor que a então
Globalização deixa de fora, o qual os na margem da pobreza extrema, puderam
respirar um pouco aliviados e de um modo ou outro por esse caminho se
fortaleceu o Enem, temos a Pro Uni, as Universidades federais, estaduais
começando a interagir com o Enem, entre outros. Percebemos assim um grande
avanço na Educação do Brasil, e muito triste saber que esse mesmo Partido
Político que tanto fez pelo país, pode ter pecado se envolvendo em coisas
ilícitas as quais temos a impressão de que vem de séculos acontecendo dentro do
Brasil. Peca quem entra no meio, pois não tem como justificar erros tão graves.
Infelizmente quando entramos na casa de um amigo e percebemos coisas errada,
nem sempre podemos alerta-lo devido estar ali no momento e ele dizer que: quem
esta ali no momento é quem tem que levar a culpa. Temos assim que fazer vista
grossa a fim de que não fiquemos com a culpa a quais muitas vezes graves e
quando percebemos podemos também estar no enlace da coisa por pensar que normal
o sistema, coisa essa a não perder tempo e talvez compartilhar. Será muito
difícil o Brasil sair de toda corrupção sem que remova a mesma em todas as
esferas políticas, pois suas raízes são profundas e assim dão cria como que um
vício de muitas vezes dar a sensação de que quem assume um cargo em certas
esferas tem que fazer vista grossa a fim de chegar ao fim de seu mandato.
  Assim como ser acusado de corrupção mesmo que não participou, más
se houve, houve porque a conivência ajudou de um modo ou outro, e esse povo que
não se encaixa no mercado de trabalho o que fazer por eles, em que muitas vezes
os antigos em que muitas vezes os e profissão ajudantes gerais e muitos outros
que agora sem empregos, sim os mais desesperados pela gravidade da
situação vão parar na criminalização, drogas e enfim até
muitos engrossarem as filas na rua como seus moradores, os moradores de
rua, assim melhor dizendo. Esta na hora de parar de pensarmos de que quem vai
parar na criminalização é gente que não presta, e sim pensar o que fazer antes
que isso aconteça, antes que essa situação se perpetue plenamente e sejamos uma
nação fragilizada por esse fenômeno, o qual desistência social de anseios a
conquista de dias melhores na camada mais baixa da população. 


O que fazer se a cada dia essa fila se engrossa, mais e mais. Será que o
Brasil ainda não estava preparado para competir com o mundo por algum motivo o
qual sensível internamente, a ponto de primeiro ter que corrigir certo
desequilíbrio em se comparando com a pluralidade do mesmo, que o colocaria no
que estamos vendo nos dias de hoje. Essas pessoas já estão invisíveis à
sociedade muitas vezes.


Uma situação muito sensível essa, pois abrange todos nós brasileiros, já
que não sabemos como pode ser o dia de amanhã.



                                -----------------Messias Albino-----------------






Pesquisar este blog